ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS
SÃO PAULO / SP - Endereço: Avenida Paulista, 509, sala 510, Bela Vista, CEP: 01311-910
Tel.: (11)3171-1265 ou (11) 3105-7132 - RECIFE / PE - Tel.: (81) 3038-7538

 

 

Cadastre-se para receber nosso Newsletter diário, gratuitamente
 
Código validador:
Login senha
     
seja um associado master, clique aqui


Direito Tributário  

APET

  SP
Direito Tributário
  PE
Direito Tributário

 

Enviar Imprimir voltar

Oito estados registram queda na arrecadação de CSLL e IRPJ

Na teoria o Brasil está voltando nos trilhos da economia, mas as notícias não são boas para alguns governos estaduais. A arrecadação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) caiu em oito estados brasileiros. As informações são da Secretária do Tesouro Nacional e organizados pelo portal Compara Brasil.

O Amazonas é o pior estado no índice, com queda de 25,7% na arrecadação de IRPJ entre janeiro e março de 2018. O governo amazonense recebeu R$ 442 milhões por meio do imposto.

Logo atrás vem o Rio de Janeiro, que é considerado um dos maiores estados do país no quesito economia. Os cariocas tiveram prejuízo de 18,7%, arrecadando R$ 7,3 bilhões em três meses.

Entre os que tiveram alta na arrecadação, Tocantins se destaca crescendo 92% no período. Espirito Santo (35,5%), Bahia (24,5%), Santa Catarina (22,1%), Minas Gerais (16%) e São Paulo (11,7%) também apresentaram alta nas arrecadações por meio do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas.

O Rio de Janeiro ainda lidera o ranking de estados que menos arrecadaram com a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido, o CSLL. O estado recebeu 20% a menos do que o primeiro trimestre de 2017. Em seguida aparece os estados do Amazonas (17,7%), Acre (10,7%) e Roraima (10,3%).

Nesse quesito, Tocantins também mantém a liderança disparada com 53,6% de aumento nas receitas. Os estados do Nordeste também se destacam, como a Bahia que arrecadou 31% a mais entre janeiro e março desse ano. São Paulo (9,4%), Minas Gerais (9%) e Santa Catarina também fazem parte dos estados que mais arrecadaram no primeiro trimestre desse ano.

Fonte: Portal Contábeis

Associação Paulista de Estudos Tributários, 1/6/2018  22:32:58