09h00 – Painel 1: Relação entre contabilidade e tributação

* A legislação tributária é autônoma em relação à economia e à contabilidade? Em caso positivo, existe algum grau dessa autonomia?
* Os conceitos contábeis podem determinar a tributação?
* Como e em que medida os conceitos contábeis podem ser utilizados para determinar a tributação?
* A contabilidade pode ser utilizada como mensuração da base de cálculo de tributos, especialmente sobre o lucro e sobre a receita?

Moderador: Rogério Gandra da Silva Martins

Palestrante 1: Luís Eduardo Schoueri

Palestrante 2: Alexsandro Broedel Lopes

Debatedor 1: Luciana Aguiar

Debatedor 2: Heron Charneski

11h00 – Painel 2: Modificação de métodos e critérios contábeis ou adoção de novos (exegese do artigo 58 da Lei n° 12.973/2014)

* Qual o alcance do artigo 58 da Lei n° 12.973/2014?
* O que deve ser entendido por “novos métodos e critérios contábeis” referidos expressamente no artigo 58 da Lei n° 12.973/2014?
* O artigo 58 da Lei n° 12.973/2014 se refere a novas normas contábeis ou se aplica também à alteração na interpretação de norma contábil existente?
* Mesmo sem haver norma contábil nova, a mudança de prática contábil “concreta” por uma empresa está no alcance do artigo 58 da Lei n° 12.973/2014?
* Qual a compatibilidade entre o artigo 58 da Lei n° 12.973/2014 e a Instrução Normativa 1.771, especialmente com respeito a mudanças que “contemplam modificação ou adoção de novos métodos ou critérios contábeis”, do item 1, e que “contemplam métodos ou critérios contábeis que divergem da legislação tributária”, do item 2?

 


Moderador: Fabio Pereira da Silva

Palestrante 1: Elidie Palma Bifano

Palestrante 2: Edison Carlos Fernandes

Debatedor 1: Helenilson Cunha Pontes

Debatedor 2: Roberto França Vasconcellos

14h00 – Painel 3: Conceitos contábil e tributário de receita

* Qual o conceito contábil de receita? Esse conceito é ou pode ser utilizado pela legislação tributária?
* O artigo 195, I, “b” da Constituição Federal traz um conceito ou um tipo de receita para fins tributárias? Qual a definição do termo “receita” utilizado pela Constituição Federal?
* A receita definida na norma contábil é ou pode ser utilizada pela legislação tributária?
* Existe compatibilidade entre o CPC 47 e o artigo 12 do Decreto-lei n° 1.598/1977, com a redação da pela Lei n° 12.973/2014?

 


Moderador: Victor Polizelli

Palestrante 1: Eliseu Martins

Palestrante 2: Vanessa
Rahal Canado

Debatedor 1: Eduardo Flores

Debatedor 2: Paulo Henrique Pêgas

16h00 – Painel 4: Tratamento tributário do valor justo

* O que é valor justo?
* Como a contabilidade trata o valor justo?
* Como a legislação tributária trata o valor justo? Como deveria tratar?
* À luz da Constituição Federal e do CTN, é possível a tributação do valor justo quando representar receita? E a sua dedução, quando representar despesa?
* A ausência de controle do valor justo em subcontas contábeis, como prevê a Lei n° 12.973/2014, pode ensejar a tributação do valor justo?
* Para efeitos tributários, há diferença entre o registro do valor justo no resultado do exercício ou no patrimônio líquido (resultados abrangentes)?

 


Moderador: Marcelo Magalhães Peixoto

Palestrante 1: Jose Antonio Minatel

Palestrante 2: Roberto Quiroga Mosquera

Debatedor 1: Gileno Barreto

Debatedor 2: Edmar Oliveira Andrade Filho

Local: Nobile Paulista Prime:
ALAMEDA CAMPINAS, 540
JARDIM PAULISTA
CEP: 01404 000

Para aqueles que fizeram a inscrição do colóquio receberão gratuitamente a revista de direito contábil fiscal

FAÇA SUA INSCRIÇÃO
Inscrição até 30/04/2019 - Não Associado: R$ 770,00
pagamento com cartão de crédito em até 10 x R$ 77,00 sem juros
após essa data R$ 900,00 ou 10 X R$ 90,00

FAÇA SUA INSCRIÇÃO
Inscrição até 30/04/2019 - Associado Master Apet: R$ 525,00
pagamento com cartão de crédito em até 10 x R$ 52,50 juros
após essa data R$ 650,00
10 X R$ 65,00

Para mais informações entre em contato pelo e-mail
curso@apet.org.br

 

 

 

 

 

contador de acesso grátis